play_arrow

keyboard_arrow_right

Listeners:

Top listeners:

skip_previous play_arrow skip_next
00:00 00:00
playlist_play chevron_left
volume_up
chevron_left
  • cover play_arrow

    Web Rádio Verdão A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

  • cover play_arrow

    MAV 99 - AGORDA É DERBY Bruno Massa / Web Rádio Verdão

  • play_arrow

    Salve Palestrinos # 2 nery

Claudio Ricci

Histórias que ficam

todayjulho 31, 2017 3

share close

 

Não podemos negar, muito menos esquecer que Felipe Melo tem uma história grandiosa no futebol, jogou em grandes clubes pelo mundo e defendeu a seleção brasileira, mas essa história deixará de ser escrita logo que encerrar sua carreira, muito diferente da história que tem e que continuará a ser escrita pela Sociedade Esportiva Palmeiras.

Jamais iremos esquecer do jogador Felipe Melo, nunca poderão falar que ele foi um jogador encostado, omisso, que fazia corpo mole e que nunca vibrou pelas equipes que defendeu. Muito pelo contrário, sempre foi dedicado, esforçado e um verdadeiro guerreiro em campo.

Quando seu nome surgiu como possível reforço no Palmeiras, os torcedores comemoraram, nós comemoramos, vibramos e imaginamos nosso time quase perfeito. Era a chegada de um jogador reconhecido mundialmente, com qualidade indiscutível, seria uma peça fundamental para a montagem da equipe que sonhava no começo do ano conquistar tudo.

Ninguém pode negar que quando vestiu a camisa, Felipe Melo se doou, brigou como se fosse seu time de coração, o problema é que não ficou só no futebol, saiu das quatro linhas e do controle do clube. Já na sua chegada falou sem pensar e sem pensar foi entendido, o “se precisar bato na cara de uruguaio” pegou mal, foi levado ao pé da letra e sua trajetória começava ali de forma conturbada. Tentou se explicar, e como tudo que envolve o Palmeiras, não teve jeito, a imprensa continuou com a primeira impressão, era só aparecer a primeira oportunidade que essa estória vinha a tona.

Jogou com garra, e foi tomando frente na liderança dos jogadores, ele só não contava que seus companheiros não estavam tão empolgados com essa liderança, era sempre o primeiro nas declarações após os jogos e nas brincadeiras nos treinamentos, onde participou de trotes que desagradaram muitos jogadores, Fernando Prass, Dudu, Fabiano, Antônio Carlos e principalmente Róger Guedes, esse foi o que perdeu a linha com o trote, revidou com socos e ponta pés quando foi agarrado por trás por Felipe Melo. O clima só piorava entre os jogadores.

Tivemos o caso do rachão, onde Felipe Melo discutiu com o preparador físico Feitosa, tudo porque o jogador não aceitava perder nem rachão, mas era cobrado por suas entradas fortes, que poderiam machucar e prejudicar o time nos jogos seguintes.

O técnico Cuca voltou e trouxe com ele a esperança de ar fresco. Mesmo não sendo seu pedido, Cuca foi montando o time e por muitas vezes usou o jogador. O time não se encaixava, não acertava, o técnico ia tentando encontrar a melhor formação, e Felipe Melo era quase sempre utilizado, mas alguns jogadores não correspondiam, jogavam sem vontade, sem tesão, os mesmos que no ano passado, com o técnico conquistaram o campeonato brasileiro, mas algo estava diferente, o clima estava diferente.

Veio o jogo da Libertadores no Uruguai, a briga entre os jogadores e quase o massacre do time fora de casa, tudo por conta das declarações do jogador na sua chegada

Na Copa do Brasil, no Allianz Parque, o Palmeiras assistiu o Cruzeiro jogar no primeiro tempo, foram três e nada de fazer, a conversa e o chacoalhão foi forte, o time voltou com sangue nos olhos, conseguiu o empate e poderia ter virado se não se acomodasse em campo.

Respiramos ainda na competição.

Veio o segundo jogo, mas era preciso só um gol, e segurar o Cruzeiro, afinal de contas é mais fácil destruir do que construir. Felipe Melo foi titular, foi substituído e do banco começou, da sua maneira, a incentivar e cobrar os jogadores em campo, pediu algumas vezes para o técnico mudar o time porque daquele jeito não ganharíamos. Cuca não gostou, pediu para o jogador ficar calado no banco, Felipe Melo continuou falando e cobrando os companheiros.

O empate do Cruzeiro se confirmou e a desclassificação aconteceu, nos vestiários o jogador saiu em defesa do clube, exigindo de alguns jogadores mais garra, mais entrega, mas fez da maneira Felipe Melo, falando alto e apontando o dedo, deixando Cuca ainda mais descontente, e segundo a pessoa que passou a informação para nós da WRV, o jogador falou que da maneira que o time estava sendo treinado e jogando, não ganharíamos nada. Felipe Melo exigia mais vontade e garra dos jogadores, mas não se dava conta de que a falta de vontade dos seus companheiros era por sua causa. O clima estava péssimo, para complicar ainda mais a relação Cuca/Felipe Melo, um conselheiro do clube, gritando para o jogador, em sua defesa, falou que ele deveria ser titular, o diretor de futebol Alexandre Mattos teve que intervir para que ele parasse de fazer escândalo, mas o cidadão não calava. Estava decidido ali a saída do jogador, que tem contrato com o Palmeiras até 2019.

Cuca conversou com o diretor de futebol e com o presidente Galiotte, todos chegaram em comum acordo e decidiram liberar o jogador. O técnico falou após a vitória sobre o Avaí no Allianz Parque alegando que o jogador não encaixa na maneira que ele trabalha, mas todos sabemos que Felipe Melo joga em praticamente qualquer clube do mundo e jogou muitas vezes com ele esse ano, ficou nítido o desconforto ao falar do jogador.

O jogador está liberado para negociar com qualquer clube, aqui no Brasil o Flamengo teve interesse no final do ano passado, e como ele só atuou em cinco partidas pelo brasileirão, ainda pode jogar por aqui, mas o provável destino do jogador seja a Turquia.

Os torcedores criticaram muito a decisão do treinador, e muitos duvidaram das informações passadas por nós, o próprio jogador no seu twitter publicou que estávamos falando coisas que não teriam acontecido. Nos colocamos a disposição para que o Felipe Melo venha falar a sua versão/verdade, mas voltamos a reiterar que diferentes pessoas nos passaram a mesma informação, pessoas que não tem nenhum vínculo entre si, e de maneira nenhuma colocaríamos tal informação se somente uma pessoa tivesse essa informação. E somente colocamos a informação após o treinador confirmar o afastamento do jogador, assim o fato de maneira nenhuma prejudicaria o clube, assim como em muitas ocasiões não passamos informações para não prejudicar o clube.

O importante é você lembrar que nós torcemos para o clube, ele sim é eterno e terá sempre o nosso respeito, jamais faremos alguma coisa para prejudicá-lo. Jogador não pode ser maior que o clube. Esperamos que o Felipe Melo tenha a humildade de chegar no treinador, para o grupo de jogadores, para o presidente e no diretor de futebol e se desculpe, peça que seja reintegrado. Se não acontecer, desejamos toda sorte do mundo ao jogador.

Forte abraço

Claudio Ricci

Written by: nery

Rate it

Post anterior

Destaque

Transmissão no Sobrado bar

Barcelona (Equador) 1 x 0 Palmeiras Apesar do resultado ruim, um futebol ruim a transmissão que fizemos no "O Sobrado" foi show ! Em casa a gente conversa viu Barcelona. Domingo tem mais Sobrado na transmissão de Cruzeiro x Palmeiras pelo campeonato Brasileiro. Vai perder a festa regada de sorteios ??? [WRGF id=15634]

todayjulho 6, 2017


Post similares

Publicar comentários (3)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

  1. Marcos Ribeiro em julho 31, 2017

    Primeiramente,vamos deixar claro, ser eliminado por Cruzeiro, foi culpa de todos e não apenas Felipe ou qualquer outro atleta. O Cuca pode ter razão em falar que no esquema dele, a titularidade de Felipe não encaixa. Então fica a pergunta. Esse detalhe já não poderia ter sido discutido entre Cuca e diretoria no momento de sua volta ? O contrato me parece prever uma multa altíssima ao clube, ou seja, prejuízo. Eu como torcedor, gosto do estilo do Felipe e estou triste sim. Porém, jogador ou treinador, passam e o clube sempre ficará em nossos corações. Se para o nosso Bem, esta foi a melhor opção, temos que aceitar e desejar boa sorte ao atleta. Só resta saber, caso seja eliminado na libertadores, essa mesma diretoria vai manter o treinador. Espero que sim, se não, virou bagunça.

  2. Gustavo Dalben em agosto 1, 2017

    Apesar de ter ficado uma situação chata, pelo que parece foi bom para o Palmeiras, e nós torcemos para o Palmeiras, então bola pra frente, e bora ganhar!!!!!

0%