Eu prefiro acreditar

Escrito porno 25 de outubro de 2018

Estava tudo muito bom, tudo muito bem, tudo parecia tão calmo que nem parecia que era o Palmeiras.

15 rodadas invictos no campeonato Brasileiro, que lideramos. Cinco jogos fora de casa na Libertadores reconhecidamente mais difícil dos últimos anos, e 1005 de aproveitamento.

Até a noite de ontem, o mar calma em que o capitão Felipão navegava parecia não trazer nenhum problema. Quando do anúncio da contratação de Luiz Felipe Scolari, falamos em algumas transmissões e alertamos para os nossos amigos mais novos: preparem-se, jogos com o Felipão são recheados de emoção, é sempre duro, difícil. Eu mesmo publiquei algumas vezes, que, os times do Felipão nunca deram um espetáculo de bola, mas sempre demonstraram muita garra e vontade, como aquele de 98 e 99.

É, mas a calmaria acabou no momento em que aquele “Benedetto” entrou no jogo e em 6 minutos parece ter jogado areia na farofa do verdão. Dois gols rápidos, no fim da partida, que, se fosse feito pelos verdes exaltaríamos demais a capacidade do excelente argentino em acabar com um sistema que até então parecia intransponível. Não era. Vimos da forma mais dolorosa. Como ele não era nosso, o efeito imediato é fácil, esperneamos contra nós mesmos. Felipão burro, Moisés lixo, Diogo Barbos inútil, e coisas assim ouvimos de nós mesmos.

Não muito distante estávamos sempre brigando lá em baixo, olhando pra cima e tentando imaginar como era a sensação dos torcedores rivais que a todo momento estavam disputando os canecos. Não faz muito tempo. A obsessão não é com o Palmeiras, é com o campeonato que se disputa? Custo a entender isso.

Perdemos de 5 do Grêmio na ida, e por um milagre, fizemos 5×1 na volta. Por um milagre maior ainda eles passaram, ficamos. Jogamos com um boca fortíssimo no palestra,. na noite do Mazinho, 6×0 pra nós. Perdemos para o Peñarol  por 2×0 m 2000 na ida, revertemos um 3×1 na volta e passamos. Na Copa do Brasil, ninguém mais acreditava quando Euller fez dois gols em 3 minutos. Ninguém, até a página dois. Tinha um senhor de bigode no banco, brigando e bufando que acreditava. Este mesmo senhor que voltou ao Brasil, e, só por ter vindo ao Palmeiras já foi chamado de ultrapassado. “Ninguém” acreditava mais no Felipão.

Em 99 perdemos do River na na Argentina, na volta vi de perto a maior atuação individual de um jogador do Palmeiras em uma partida decisiva, 3×0 e Alex entrara para a história. Nesse mesmo campeonato, o Vasco havia feito um baita resultado na nossa casa, fomos em São Januário e viramos, mais uma noite inspirada de Alex.

Ontem, transmitimos 2×0 para o Boca em La Bombonera, num resultado que só confirma que o feito do Palmeiras na primeira fase fora enorme. Uma noite sensacional até que o “Benedetto” aparecesse. Fizemos o jogo com um convidado mais que especial, o capitão do verdão em 99, César Sampaio, o monstro do Palestra, ali, do nosso lado, comentando, explicando, analisando cada segundo do jogo. O resultado nos deixou “p” da vida, e assim como você palmeirense, o pós jogo tinha como opinião que tudo estava perdido, que “ferrou”, até que César, mais uma vez mostrando porque foi tão vitorioso na carreira, tão grande como esportista e como palmeirense nos trouxe diante da realidade e com simples palavras nos encheu de esperança novamente com seu discurso.

Ídolo é ídolo.
E, depois de ouvir o Sampaio eu cravo, EU PREFIRO ACREDITAR.

A minha obsessão é o Palmeiras.

Agora, estamos aqui de cima, olhando para baixo e percebendo o quanto os rivais queriam ser verdes neste momento. Sábado tem outra batalha, contra o Flamengo, o sistema e a preferência da maioria que não torcem como nós. Na quarta, não teremos mais um jogo, teremos O JOGO. E eu Prefiro acreditar!

 


Opiniões do leitor
  1. Alexandre Ivo Sacco  Em   25 de outubro de 2018 em 17:53

    Nos Palmeirenses estamos sim feridos, querendo a todo momento procurar uma razão para a fatídica noite de 24.10.2018, mas diferente disso, como bem disse nosso eterno capitao Sampaio, nao podemos jogar tudo fora em razão de um mau resultado, é certo q seria o momento mais importante do ano, pois o q valeu ser o melhor time do torneio, se no mais importante sucumbimos. Palmeirenses unam-se e esperem o melhor, esperem a virada, vibrem energia, pois aqueles guerreiros em campo precisarão do nosso impulso, para se vencer uma guerra, algumas batalhas serão perdidas, não critiquem, incentivem, ainda q esse bando de galinhas achincalhem nosso time, nos somos o maior do BRasil, AVANTI PALESTRA, exaltemos nosso manto, por q no dia 31.10.2018 nossa noite será de alegria !!!!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


Continue lendo

Web Rádio Verdão

A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

AO VIVO
TITULO
ARTISTA

Carregando...