Torcida que cante, vibra e apoia

Escrito por em 3 de junho de 2017

Nunca te abandonamos, nunca te abandonaremos

O torcedor ainda vive a sombra de um passado não muito distante, por esse motivo dá para entender o tamanho da impaciência vivida nesse momento. Mas a pressão de hoje não é tanto em função ao passado recente, mas sim ao momento presente, sim, a sombra do passado ajuda nesse desdobramento mental negativo, mas não é o principal motivo. Quem já sofreu alagamento por enchente, sempre se preocupa quando as nuvens ficam mais escuras.

Não, o momento não é de crise, muito menos de se preocupar com a cor dar nuvens, mesmo que aconteça um dilúvio, nosso clube está preparado para enfrentá-lo com tranquilidade, e o torcedor precisa entender isso.

Mesmo que um dia a patrocinadora abandone o navio da noite para o dia, nada mudaria, porque o barco continua,  os remos continuam e o mar está muito mais calmo do que antes. O Allianz Parque e o torcedor são o alicerce do novo Palmeiras, são os comandantes desse navio, não a patrocinadora, como muitos gostam de falar.

Nossa independência é absoluta e nossa força é incalculável, esses fatores nos fazem viver o melhor momento da nossa história. É por esse motivo que precisamos ter calma, precisamo apoiar, cantar e vibrar.

O time se fortaleceu sim, trouxe jogadores importantes, que somaram aos que já estavam e vai se moldando conforme o técnico Cuca os vai conhecendo. Não é da noite para o dia que tudo se encaixa, infelizmente, mas sabemos que nosso técnico vai reorganizar o time e colocá-lo na direção certa. É preciso ter paciência.

O torcedor pode até falar, tempo é o que não temos, que as competições estão rolando, que a volta do Cuca foi demorada. E eu falo, sim para todas as colocações, mas é preciso rever nossas avaliações, estamos sendo imediatistas e chatos, queremos que tudo se encaixe rápido, que Borja se adapte imediatamente, que nossa zaga não falhe mais, que nosso meio de campo se acerte mesmo sem Moisés, que o Tchê Tchê volte a ser o mesmo do ano passado. Mas para tudo é preciso ter paciência, não temos uma Ferrari, temos pessoas que sofrem com adaptações, sofrem com desgastes físicos e mentais, que demoram para assimilar diferentes comandos técnicos.

Não pensem que jogador é uma máquina, que por receberem salários jamais imagináveis  por nós simples mortais, são muito diferente de nós, sim, só por conta do dinheiro que recebem, mas a pressão que sofrem pelas cobranças internas e externas, por darem retorno pelo investimento feito pelo clube, são enormes e afetam cada um do seu jeito. Uns se abatem e deixam de render o que podem, outros conseguem superar fácil tudo isso e parece nem se importarem com tais cobranças, mas mudanças são sempre motivo de readaptação.

Assim somos nós nas nossas empresas, onde trabalhamos, ou prestamos serviços, somos pressionados por todos os lados, mas eu e você não temos problemas em sair de casa e sermos barrados por clientes da empresa que trabalhamos e sermos cobrados, nossos familiares também não.

E nós torcedores cobramos, cobramos muito, muitas vezes saímos do limite e da posição de torcedor, para a de donos do jogador. Temos sim o direito de cobrar, mas como diz nossa própria definição, somos TORCEDORES. As cobranças sempre existirão, nós cobramos e somos cobrados, mas toda cobrança tem que vir acompanhada de apoio, de confiança, e quando não existir mais como apoiar, nossa cobrança muda de foco e de direção, tem que ir para os dirigentes.

Queremos ser campeões de tudo sim, mas tudo tem seu tempo,e tudo precisa de tempo. Saímos de uma crise de longo tempo e estamos caminhando para longos anos de conquistas, já conseguimos duas grandes conquistas em curto tempo, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, mas precisamos ter calma. Planejar e seguir o planejamento requer trabalho e paciência.

Não temos que cair na pilha de torcedores adversários, nas intencionais publicações que querem nos diminuir. Nossa história é maravilhosa e mostra nossas conquistas, aqueles que zombam, o fazem por inveja, porque sabem que você se deixa abalar por isso.

Somos maiores na história, somos maiores no presente e seremos maiores no futuro.

Nós somos a torcida que canta, vibra e apoia.

Nós somos Palmeiras!

 

Forte abraço verde.

 

Claudio Ricci


Opnião dos Leitores
  1. rinaldo Felipe   Em   3 de junho de 2017 em 14:13

    Com todo respeito, esta na hora de passar o Palmeiras a limpo, não é possível ver nosso rival falido ganhar o paulista e estar na nossa frente no BR. Alguém com juízo nessa diretoria tem que cobrar certas contratações: Hyoran, Veiga, Erick, Antonio Carlos, Fabiano, Leandro ( aquele do Grêmio) e outras. Sou a favor de uma CPI, não é possível com o dinheiro que temos jogar dessa maneira.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Continue lendo

Faixa Atual

Título

Artista

Background
1
Participe das transmissões!
Powered by