Rivaldo

Escrito porno 9 de maio de 2018

Olá amigos da Web Radio Verdão

Mais um post do Joguei no Palmeiras (@jogueinaSEP), perfil do Twitter

Relembrar é Sofrer!

Hoje vamos homenagear um fenômeno. Camisa 11, canhoto, começa com a letra “R”. Não, não é quem você está pensando!

Volante de origem, mas sempre à frente do seu tempo, inaugurou a posição de “falso lateral esquerdo”.
Nome de craque, inclusive com passagem pelo Palmeiras, mas futebol bem genérico.

RIVALDO

Quando esse pesadelo começou?

O ano era 2010. Felipão voltava, tão aclamado ao nosso comando técnico junto do seu leal escudeiro Murtosa.
Torcida alviverde eufórica. Festa nas Alamedas. Scolarismo regressava e com ele, a esperança de um time brigador e copeiro novamente.

Começou então uma campanha para o Pentacampeão e grande ídolo Rivaldo, voltar ao Palmeiras. Comandado pelo Felipão na seleção e no Uzbequistão, dava entrevistas citando seu sonho em encerrar a carreira no Palestra Italia.

Ah, porém, Felipão rejeitou a ideia rispidamente. Ele queria outro jogador, OUTRO Rivaldo.

Um volante do Avaí que encantou o Bigode num duelo onde perdemos de 4×2.

Passe comprado pela Traffic, Rivaldo Genérico se apresenta e veste a camisa 11. Sim, deram o número histórico do Rivaldo original para o genérico volante. Baita jogada de Marketing. Nem um juvenil pensaria em algo tão insano.
Chegou querendo fazer história. Bom, de certa forma, fez sim.

Não demorou muito para receber a alcunha de Ruimvaldo.

Do meio de 2010 até o fim de 2011 convivemos com chutes no tobogã do Pacaembu, uma avenida na lateral esquerda improvisada e um volante que não marcava nem atacava, mais inútil que árbitro atrás dos gols.

Marcou seu único gol pelo Palmeiras no último jogo de 2010 contra o Cruzeiro. Um jogo que não valia nada, obviamente. Ainda foi bem chorado o gol, quase se estourou na trave à lá Galeano em 2000.

Foi expulso no trágico Coritiba 6 x 0 Palmeiras de 2011 pela Copa do Brasil. No jogo da volta, reforçados sem ele, ganhamos de 2×0.

Até que no fim de 2011 acertou com o Sport Recife para a temporada 2012.

Achou que nosso pesadelo terminaria? Achou errado, Palestra! O improvável sempre ocorre contra nós.

Palmeiras x Sport no Pacaembu: Uma cena tão corriqueira anos antes. Rivaldo avança com a bola, não sabe o que fazer com ela. A torcida apostando em qual degrau do tobogã ele iria acertar. Chuta ao gol para se livrar da redonda e GOOOOLLL. Nem ele acreditou
Um golaço de PERNA DIREITA! Saiu todo marrento, pedindo pra ouvir o carinho da torcida, algo tão comum em seus anos aqui. Mas felizmente sua alegria durou pouco e ganhamos de 3×1. Nesse dia ele descobriu que na realidade, era destro. Nos enganou o tempo todo

Enfim, vamos finalizar logo isso senão terei que tomar um tarja preta

Foram 54 jogos de um misto de raiva e tristeza com 9 cartões amarelos, 2 vermelhos e 1 gol.

Sigam a gente no Twitter e Instagram
@jogueinaSEP


Opiniões do leitor

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Web Rádio Verdão

A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

AO VIVO
TITULO
ARTISTA

Carregando...