Remédio na hora da morte mata.

Escrito por em 16 de abril de 2018

Fonte: Gazeta Press

Antes de mais nada, PARABÉNS A DE 1983, que estava lá calando o Engenhão e dando aula de arquibancada. É o Palmeiras, é a Mancha.

Ainda estou tentando controlar a respiração, sorte de quem não gosta de futebol porque não passa esse nervoso, ou não.

E minha pergunta dessa noite é: Onde está o nosso Palmeiras?

Já não é um primeiro jogo onde nós nos mostramos insatisfeitos, também não é o segundo. Vantagens contra a gambazada, contra o Boca e agora contra o Botafogo. Não saber segurar um placar? Algo muito sério e de errado nisso!

Estamos tentando manter a calma, analisar, rever e voltar a acreditar. Sabemos o quanto nosso apoio incondicional faz a diferença e esse vamos sempre te dispensar ó Palmeiras.

Mas por onde você anda? Cadê a sua zaga? Cadê a atenção dos nossos jogadores? Cadê a infindável e aclamada RAÇA que sempre pedimos e esperamos ver ela maior do que nunca?

Tem estrutura? Tem.

Tem a maior renda disparada do Brasil? Tem.

Tem uma torcida que canta e vibra com a alma e o coração? TEEEEEM.

E o que nós, que deixamos em muitas das vezes afazeres importantes de lado, viajamos infindáveis km só para te ver e damos do nosso suor (para não dizer bolso) para te alimentar temos?

Não vamos nos precipitar, não vamos te condenar. Mas queremos atenção! Roger Machado tem feito um bom trabalho, mas está na hora de inovar… de ensinar que no Campeonato Brasileiro não é momento de jogar uma pelada, de desfilar de se achar a picanha do almoço. Dentro de nossa história não tem espaço para estrela ser ídolo e sim para o ídolo ser estrela. Mas para ser ídolo tem que suar, tem que jogar com a alma e o coração.

Vou dar o meu destaque para o Keno, que pra mim jogou bem o tempo todo. Mas hoje para mim foi assustador, vi muitos que sabem literalmente jogar “escondendo” seu futebol, se limitando. Sem dar nome aos bois (está claro para quem assistiu) e esclarecendo que não é hora de queimar, mas de rever. Os erros precisam ser corrigidos e o esquema tático precisa ser inovado, resolvido com urgência!

Somos líder na Libertadores e estreamos hoje no Brasileiro, ok. Vamos manter a calma.
Mas lembre-se Palmeiras, remédio na hora da morte mata.


Opnião dos Leitores

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Continue lendo

Faixa Atual

Título

Artista

Background
1
Participe das transmissões!
Powered by