Quando surge o alviverde imponente?

Escrito porno 8 de junho de 2017

Falta paciência?

Depois de um ano (2016) de elevar o moral do torcedor, 2017 parece que ainda não começou.

Novas contratações, zoeiras dos torcedores contra seus rivais, e da promessa de conquistas, a paciência do torcedor tem se mostrado curta. É para entender o torcedor? Claro.

Como torcedor, temos todo o direito de cobrar um melhor desempenho dos jogadores, mas precisamos refletir um pouco. Não podemos esquecer que o ano começou com Eduardo Batista no comando, um técnico novo, com ideias novas e que estava, também, conhecendo o elenco, e teve uma boa campanha no Campeonato Paulista.

Mas o Campeonato Paulista não é parâmetro para nada. Sim, é, e falo o porque. A pré-temporada começou no final de  Janeiro, o técnico Eduardo Batista teve nela, tempo para conhecê-los e aos poucos montando, na sua visão, a formação ideal, e o fez, teve uma das melhores campanhas do clube desde a mudança de sua fórmula, e não chegou a final por detalhes, que ainda não descobrimos, mas já tinha uma estrutura, um esqueleto.

Durante o Campeonato Paulista você observa jogadores. Alguns se destacam, outros somem. Você ganha força e ganha o grupo. Você faz mudanças e dá sequência, apoia e acolhe os desgarrados. Forma uma família.

Se o Palmeiras ganhasse o campeonato, nós teríamos comemorado muito, mas como fomos desclassificados por um time inferior ao nosso, nós reclamamos, colocamos toda a culpa no técnico.

Eduardo Batista não estava conseguindo aproveitar o melhor de cada jogador. Era essa a nossa reclamação. Me excluo dessa. Acompanhei quase todos os treinos do técnico, e vi um bom trabalho com os jogadores, com variações táticas e jogadas ensaiadas, mas assim como acontece hoje com Cuca, o time não rendia em campo.

Nossa cultura é reclamar dos técnicos quando nosso time não vai bem, mas nem sempre é assim que funciona. Não estou querendo jogar a culpa no elenco, só quero que paremos para pensar e analisemos tudo, o novo comando técnico, os novos jogadores, a adaptação ao clube, a cidade, ao país, as formações táticas, toda mudança causa um certo desconforto, cada um tem seu tempo, e cada um assimila de maneira diferente cada mudança.

Temos um grupo com muita qualidade, temos um técnico com muita qualidade, a culpa do momento, se ela existe, é de todos, mas principalmente do planejamento. Começamos o ano sonhando. Ah a Libertadores, o Mundial. A diretoria, a patrocinadora, e entramos nessa pilha. Reforçamos o time mas esquecemos que o mundo não é essa maravilha toda, nem tudo o que queremos acontece.

Jogadores badalados, disputados por todos, chegaram, destaco aqui, Erik e Borja, não falo do Guerra porque ele demorou menos para se adaptar, graças ao bom Deus, desculpem pelo lado torcedor, rsrs. No caso do simulador de jogador, Erik, esse foi uma enganação, um corredor de maratona vestido de jogador de futebol. Erro de planejamento.

Borja, destaque na Libertadores 2016 !!!!! Uhhhh, era o que precisávamos, um cara que conhece a competição, artilheiro, goleador.

Acompanho os treinos e embora ele tenha muita amizade com Mina e Guerra, ele é um jogador muito, muito tímido, e tenho certeza que isso atrapalhou na sua chegada, somando a isso a falta de gols e de sequência, tiraram a sua confiança, e jogador sem confiança é uma m….. Erro de planejamento. Deveriam ter percebido isso e colocado um profissional com ele 24h. Demoraram pra fazer isso.

Temos que falar também da falta que faz o jogador Moisés, como faz falta, mas também não podemos esquecer da falta que faz Tchê Tchê e Dudu, os dois ainda não começaram o ano, talvez um seja complemento do outro, só jogam bem juntos, mas não quero acreditar nisso.

Inconscientemente priorizamos a Libertadores e deixamos de lado o Paulista e o começo do Brasileiro. É claro isso. Derrotas não são boas, mas algumas servem para chacoalhar um time, essas quatro que tivemos, servirão para acordarmos, da qui pra frente teremos um novo Palmeiras, com novas energias.

Cuca chegou e está conhecendo alguns jogadores, tentando tirar deles um esquema que estava quase entrando nas suas cabeças, demora um pouco mais. Ainda acrescentamos as competições, o time não tem tempo para treinar, e é nos jogos que ele tem que fazer os testes. Aguenta coração. Mas é assim, não é fácil.

O apoio da torcida é fundamental, tanto para o trabalho do técnico, como para que os jogadores voltem a ter confiança, vamos cobrar sim, mas a hora é de apoiar.

Depois do jogo de ontem,  tenho certeza que o técnico Cuca estabelecerá um time para dar uma sequência e assim voltarmos as vitórias.

P.S. #VOLTAMOISÉS

 

Forte abraço Verde

Claudio Ricci

 

 


Opiniões do leitor
  1. Marcio Zambon  Em   8 de junho de 2017 em 17:49

    É isso aí, Claudio. Só me recuso a acreditar que um cará que jogava tanta bola no Goiás simplesmente tenha desaprendido.
    Abraço.

  2. Gustavo Dalben  Em   8 de junho de 2017 em 18:35

    Concordo com boa parte, só fico preocupado que ontem pareceu como a 3 anos atras, que tomavamos um gol e batia o desespero, tomara que o Cuca ache o time ideal e tenhamos uma melhor sequencia, VOLTA MOISES!4

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Continue lendo

Web Rádio Verdão

A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

AO VIVO
TITULO
ARTISTA

Carregando...