Bate Bocca na WRV 7/10/2019

Escrito por em 8 de outubro de 2019

Edição 7 de outubro de 2019 do Bate Bocca na WRV.

Hoje uma edição “toque e me voy” onde eu tentei tabelar com Leandro mas a falta de qualidade nas 4 linhas é gritante em comparação com o Dom :).

Confira o áudio deste programa pós partida medonha do Palmeiras.


Opnião dos Leitores
  1. Marcello Levy   Em   8 de outubro de 2019 em 10:36

    Bom dia, pessoal.
    Dudu jogando bem ou jogando mal, sempre faz a diferença. Precisamos analisar a performance do Willian, pois no segundo tempo acaba o fôlego dele e o desempenho cai muito. Tudo bem que o Willian volta e marca muito melhor que o Lucas Lima (encerador de gramado), então seria MUITO melhor ao invés de escalar Willian com Borjas no ataque, começa escalando no lugar dele o Raphael Veiga para construir as jogadas desde o meio de campo e avançar, e poupando o Felipe Melo de se obrigar a avançar e voltar toda hora, acabando com o preparo dele. Melhor poupar o Felipe Melo retido até o meio campo (apesar de ótima qualidade para lançamentos), e treinar o Raphael Veiga para marcar meio campo, contra-atacar e avançar. Aliás, ao invés de sempre começar um jogo com esquema pronto para adversário antecipar o jogo do Palmeiras, é urgente ao invés de deixar Willian e Borja dependendo apenas do Dudu para avançar, é mais interessante nestes jogos com marcação de adversários avançada começar com o Raphael Veiga no lugar do Willyan, que tanto pode marcar como avançar com a bola (ou até finalizar, caso sobre a bola) e começar a construir jogada ensaiada em treino com o avanço de Dudu ou Raphael Veiga ou Scarpa/Lucas Lima (infelizmente não faz mais isso e está muito lento para isso). Assim ao mesmo tempo poupa o Felipe Melo de subir e descer o campo todo sempre. Ai no segundo tempo com o Raphael Veiga cansado, coloca o Willian para fazer a parceria com o Borjas/Deyverson e pressiona adversário para consagrar vitória ou aumentar diferença. Sei que é um jogo inicial mais recuado, mas diante de um time adversário com a marcação avançada como o Atlético foi, ao invés de deixar todas as jogadas para o Dudu avançar, é a única opção de construir ataques efetivos e FINALMENTE deixar a bola sobrando para o Borjas fazer o que sabe: Descansar a bola na rede dos adversários. Pior é que para o contra-ataque no jogo contra o Galo ninguém conseguia nem marcar direito nem contra atacar. Estava uma rifa da bola como na várzea pela reposição do jogo e no que seriam os contra-ataques!
    Lucas Lima que SEMPRE o máximo que faz neste e nos outros jogos que participou é rodar em campo como o Zinho, mas SEM A BOLA. Passe curto até o Mano Menezes pode substituí-lo! Marca mal, não está cruzando bem e está atrasado nas jogadas sempre. Nem passes médios mais consegue fazer! No primeiro tempo o Galo mandou a marcação avançada, e vazava sempre pela falta deste marcador que Lucas Lima pelo menos deveria ser! Lucas Lima foi uma PÉSSIMA contratação pois não se encaixou no estilo de jogo do Palmeiras seja do “retranqueiro” Felipão ou do Mano. Quem critica a contratação do Mano que morda a língua diante dele ir bem em todas as partidas em que esteve em campo. Contra fatos não há argumentos. Então negocia Lucas Lima já, pois o Scarpa não aguenta marcar o que o Willian marca quando volta, mas junto com o Dudu o Scarpa é peça chave para os contra-ataques, avanços do meio campo e lançamentos na área! E só o Scarpa se coloca e faz parceria com o Dudu para deixar um ou outro livre para dar o passe final.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Continue lendo

Web Rádio Verdão

A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

Faixa Atual

Título

Artista

Background