“A lei do retorno” a “causa e efeito”

Escrito porno 21 de agosto de 2017

Podemos até duvidar, mas ela sempre funcionou, não é o primeiro, nem será o último exemplo, tudo o que você faz agora, amanhã ou mais adiante, você receberá de volta, o bem ou o mal. Ela serve para os espíritas, budistas e pra você também.

Chegamos no final de Agosto, também no final de qualquer pretensão de título do ano. Foi embora o campeonato Paulista, a Copa do Brasil, a sonhada Libertadores e, depois da derrota contra a Chapecoense, o sonho do título do brasileirão, sim, no sábado o líder perdeu em casa para o fraco Vitória e deixou um gostinho ou uma sensação de que ainda era possível, só faltava o Palmeiras fazer a sua parte e vencer a Chapecoense no Allianz Parque.

Vivemos um ano atípico, viemos do título brasileiro depois de duas décadas, contratamos novos jogadores e reforçamos o elenco e colocamos como “único” objetivo a conquista da Libertadores da América, sonhando com a conquista no final do ano do tão sonhado título mundial pela segunda vez.

Mesmo com a saída de Cuca após o título brasileiro, o torcedor ainda sonhava com um ano promissor, Eduardo Batista veio, sob forte restrição dos torcedores que, a todo momento pedia a volta de Cuca. E.Batista pressionado foi conseguindo avançar no Paulistão, fazia a melhor campanha desde a mudança do formato do campeonato, mas na hora mais decisiva do campeonato, contra a Ponte Preta, perdemos feio em Campinas e a diferença não foi tirada no jogo seguinte, desclassificando o time. Foi a gota d’ água para Batistinha, juntou a pressão da torcida e a desclassificação para ser demitido.

A torcida clamava pela volta de Cuca, e ela aconteceu, voltamos a sonhar ainda mais, com a volta de Cuca veio também a justificativa comum para todas as derrotas na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro, “o foco e objetivo é a Libertadores”. Falar que Cuca não teve tempo e que precisaria dele é justificar o injustificável, somados os meses de 2016 e 2017, Cuca teve tempo. O Problema é que aquele técnico vitorioso de 2016 não voltou, aquele que tinha o elenco do seu lado voltou com dúvidas, desconfiado e sem segurança, suas coletivas sempre foram de quem não confiava no elenco, inclusive quando afirmou que o atual elenco era inferior ao do ano passado.

Com boa parte do elenco mantido, todos esperavam uma fácil e rápida readaptação, e que logo o time estaria reorganizado e no caminho certo. Só que isso não aconteceu, o técnico Cuca voltou diferente, mudando o time e improvisando muitos jogadores; lateral como meia, zagueiro como lateral, atacante como meia, zagueiro como atacante, volante lateral, volante zagueiro, e o pior, em nenhuma dessas formações o técnico priorizou o ataque, assim como no ano passado, Cuca desprestigiou Barrios, Banana, Alecsandro e Rafael Marques, esse ano o clube trouxe um dos destaques da Libertadores do ano passado, e mais uma vez ele preferiu manter sua teimosia, preferiu apostar nos seus pupilos e foi desanimando cada vez mais Borja. Enquanto no banco os jogadores desprestigiados viam as constantes improvisações dando errado, deixando o clima ainda pior.

Um time confiante e campeão em 2016 acordou abatido, desanimado, sem confiança e sem personalidade em 2017. Cuca apostou e confiou nos seus queridinhos, mas nem eles ficaram satisfeitos com tantas improvisações, foram perdendo suas identidades e sua confiança, e Cuca perdendo o apoio do grupo.

O que vimos na coletiva antes do jogo, na sexta-feira, foi um técnico abatido, desanimado, sem confiança. Opa, já não falei isso dos jogadores? Sim, é exatamente isso, um é o reflexo do outro, ” a lei do retorno” é cruel, Cuca nas suas mudanças se mostrou sem confiança no elenco, nos jogadores que ele tinha na posição, mas preferiu improvisar outros de outras posições e assim perdeu a confiança do seu grupo.

A Chapecoense venceu porque o Palmeiras se perdeu. Não estou menosprezando a vitória da Chape, más afirmo que, em qualquer outra situação ou momento, o Palmeiras com esse elenco e com esse técnico, jamais perderia para eles, mas sim, o futebol é uma caixinha de surpresas.

E, como tudo que vi e vivenciei desde a volta de Cuca, se todos não falarem a mesma língua, técnico e diretoria devem acertar a separação, a conta maior sempre ficará com o clube, os filhos e as despesas ficam lá, o técnico seguirá, e muito provável fará bons trabalhos em outros clubes. Mas é um casamento fadado ao insucesso, a separação é praticamente certa, mesmo sabendo que os filhos sofrerão para se adaptar ao novo patriarca.

O certo é que Cuca está muito desgastado no clube, perdeu sua convicção e a confiança de todos. Como torcedor gostaria muito que todos se acertassem, que o Palmeiras volte para a estrada e acelere para recuperar o tempo perdido.

 

Forte abraço Verde

Claudio Ricci


Opiniões do leitor
  1. Marcos Ribeiro  Em   22 de agosto de 2017 em 20:59

    Eu ainda não engulo a saída do Cuca em 2016, por motivos pessoais. Com a troca de presidente, acho que ele percebeu que o clima politico no clube, iria se alterar, algo que PN não sei como, conseguiu deixar à parte no seu mandato. Eu vi esse retorno um pouco forçado por parte da diretoria. Cuca demostrava que não queria aceitar, porém, aceitou. E por que ainda não deu certo ? O elenco tem boa parte de 2016, com alguns reforços, si é que podemos chamar assim. 2016 não era um time fantástico, mas, os caras jogavam com raça, as coisas davam certo e o título foi inevitável. Começamos 2017 sonhando alto, novos atletas, um novo comando, mas, havia no ar uma desconfiança com o novo treinador. Pobre EB. Não teve culpa do fracasso, mas, à levou por ser o comandante. É sempre assim. Com o retorno de Cuca, os sonhos só aumentaram, porém, o time ainda não jogava o ideal e vieram as eliminações. Foi doído, nos fez perder o chão. Um time milionário com um futebol paupérrimo. É inevitável que alguém venha pedir mudanças ou a saída de Cuca. Não sei se é o melhor caminho, mas, algo tem que ser feito, pois, nessa lei do retorno, o torcedor é quem perde mais, afinal, Arena sempre lotada, Sócio Avanti em alta. O apoio sempre tiveram, agora queremos pelo menos um bom futebol como retorno.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


Continue lendo

Próxima Postagem

Direto da Academia da SEP


Miniatura
Postagem anterior

Gol Web Rádio Verdão


Miniatura

Web Rádio Verdão

A rádio do torcedor Palmeirense feita por Palmeirenses

AO VIVO
TITULO
ARTISTA

Background

Carregando...